7 de jan de 2010

Grail Quest - Harlequin. Bernard Cornwell

Há alguns meses escrevi sobre a Saga Plantageneta, uma série em 16 volumes sobre os reis desta poderosa dinastia da Inglaterra. Parei no terceiro volume, com a morte de Ricardo Coração de Leão, e não comprei os restantes, ainda.

Nos últimos dias comecei a ler Bernard Cornwell, a Saga do Graal. Confesso que há muitos anos (cara... tipo 10 anos) comecei a ler O Rei do Inverno (a trilogia que o autor escreveu sobre Arthur) e não gostei. Uns amigos de faculdade chocaram quando eu disse isso, e agora começo a entender os motivos.

Bernard Cornwell é foda demais. Terminei hoje o primeiro audiobook da trilogia do Graal, Harlequin, e estou chocada com a qualidade da narrativa, dos personagens, do enfoque do autor sobre os eventos históricos... Enfim, para quem gosta de história e estória, que prato cheio!

Ah... e o melhor é que estou ouvindo no original mesmo, em inglês. Estou decidida a parar de ler/ouvir traduções. Atualmente leio em português só o texto que foi escrito na língua pátria mesmo (e, como não morro de amores pela literatura nacional, meu português anda mal...). Não consigo perder a sensação de que as traduções, por melhores que sejam, transformam demais a sonoridade do texto. Logo, quando temos um autor primoroso como Cornwell, perde-se muito. Ao ler o texto em inglês e imaginar a tradução... não dá. Inglês é inglês e algumas frases não soam bem traduzidas de jeito algum...

Outra coisa que tem me deixado louca são os audiobooks em ingês. Estou com montes deles...

Lembrete:
Janeiro = mês em que TENHO que terminar minha dissertação. DESPAIR!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails